Nina Ernst nasceu em Göttingen e vem de uma família de artistas. Sua bisavó, assim como sua avó foram cantoras de ópera. Seu avô foi ator. Ela cresceu próximo a Hamburgo, cidade em que realizou seu estudo na Schule für Schauspiel Hamburg. Após a formação, mudou-se para Berlim e descobriu seu amor pelo Jazz. Além de sua clássica aprendizagem de canto, Nina teve aulas com a lendária cantora de jazz Sheila Jordan.

Em 2005, emprestou sua voz à produção do CD “Swinging Christmas” da revista Für Sie.

Em 2006, cantou no álbum “Degas/Weiser - Heimat, von fern so nah” (selo: Piranha Musik) músicas populares alemãs no estilo da música brasileira, com o qual seguiu em turnê pelo Brasil.

Em colaboração com o produtor Ralf Goldkind e a banda “Familie Ackermann”, ela criou canções próprias.

Em 2009, gravou, no Rio de Janeiro, o CD de Bossa Nova intitulado “Nina Ernst canta Jobim” (selo: Fina Flor), em que obteve muitas críticas positivas e grandes elogios de Leny Andrade, célebre cantora de Bossa Nova. 

Em São Paulo, realizou a performance para os projetos “CROSS” e “Rawar Cabaret” do artista de vídeos e fotógrafo Gal Oppido.

Em 2014/15, como cantora convidada, ao lado de Dieter Meier (Yello), realizou a turnê internacional “Out of Chaos” apresentada em Berlim, Nova York, Londres, etc.

A partir de 2014, em nome da Embaixada Alemã e de diversos Consulados no Brasil e na Argentina, pode ser vista juntamente com sua banda - composta por músicos da elite de instrumentistas brasileiros em shows criados por ela como

Em 2017, foi convidada, com seu projeto “Nina Ernst canta Jobim”, para o festival “Bossa Nova in Concert”, no Rio de Janeiro.

Em 2019, ela participou, como cantora convidada, na gravação do DVD “Fábio Carneirinho em Paris”. O show de Forró aconteceu aos pés da torre Eiffel e ela apresentou o seu novo show „A Dor do Amor“ com música brasileira no Rio de Janeiro.

Em seu projeto musical e vídeo, “A Diva’s Mind” (selo: Fina Flor), Nina Ernst reúne importantes artistas de Berlim e de São Paulo em um trabalho criativo. Em 2019, o CD foi lançado.

Em 2020, ela participou do festival de música digital “FicaZusammen” em nome das instituições diplomáticas alemãs no Brasil com um vídeo musical de sua própria composição “Ich hab’ nie nachgedacht” e participou da canção “Desarvorar” com o cantor brasileiro Tico de Moraes.

Em 2022, ela criou um vídeo musical com uma versão da canção “A Rosa de Hiroshima”, em colaboração com o artista plástico Paulo von Poser, de São Paulo.

No mesmo ano, Nina Ernst gravou um novo álbum de canções autoescritas em alemão e canções brasileiras com base no título “Dunkles Licht” (luz escura). O álbum ainda não foi lançado.

Como atriz, pode ser vista, entre outras atuações, como Mélanie Hahnemann na série documental “Die Geschichte der Homöopahie” (da emissora de TV alemã BR) e como Sabine na série “Angie” (da emissora de TV alemã RTL). Em 2019, ela interpretou a professora Sra. Breitscheidt na série “Druck” (da emissora de TV alemã ZDF neo), assim como, em 2021, na mini-série “Menschen im Hof”, a agente imobiliária gananciosa Sra. Gross.

Ela atuou em peças teatrais em Hamburgo e Berlim.

Com a diretora Gabi Rothmüller, desenvolveu a comédia musical “Auf dem Weg zum Gipfel”, que estreou em 2011 na UFA Fabrik, em Berlim. Nela interpretou a personagem Nina Tigrinha. Em 2020, Nina Tigrinha apresentou “Das Sambacasting” e sua própria canção “If you feel lonely” no Festival “Satyrianas” (São Paulo, Brasil).

Em 2020, Nina Ernst interpretou a personagem da diva Madame Classique na peça de teatro digital internacional “The Art of Facing Fear”, escrita e dirigida por Ivam Cabral e Rodolfo García Vásquez do grupo de teatro brasileiro Os Satyros. Um filme cinematográfico foi produzido em 2021. No festival de teatro “The Red Curtain Good The@tre Awards 2020” (Índia), a peça foi premiada nas categorias melhor conjunto e melhor produção, e, em 2021, com o “Young-Howze Theatre Award” (EUA), na categoria prêmio mundial. Em 2023, é nomeada para o prêmio “Shell de Teatro” (Brasil).

Como locutora, sua voz agradável também pode ser ouvida em inúmeros áudiolivros e rádionovelas da emissoras alemãs, como Deutschlandradio, Deutschlandfunk, Deutschlandradio Kultur, RBB, hr2 Kultur, WDR, BR, ORF, da editora de áudio livros Hörverlag, Der Audio Verlag, Warner Music, Europa e Ravensburger.

A peça de rádio “Wir nannte ihn Tüte” (Deutschlandradio Kultur), na qual ela interpretou a policial Gisela Hotz, recebeu o prêmio MDR Kinderhörspielpreis em 2020, assim como o prêmio Kinderhörspielpreis der Stadt Karlsruhe.

A peça de rádio “Briefe aus der Hölle” (Hessischer Rundfunk / Der Audio Verlag), na qual ela emprestou sua voz às vítimas femininas do Holocausto, foi nomeada para o prêmio Deutscher Hörspielpreis em 2021. Em 2022, o diretor Andreas Weiser recebeu o prêmio Robert Geisendörfer Preis pela sua produção. A peça é nomeada para o prêmio Deutscher Hörbuchpreis 2023.

Nina Ernst também trabalha na área de voice over / dublagem. Ela interpretou as canções da personagem principal Mãe Mirabelle na versão alemã da série de desenho animado “Mãe Mirabelle”.

Como cantora, ela pode ser contratada com uma banda para eventos.